Momentos de Diálogo pretende aproximar e cuidar dos colaboradores

A Unidade de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalhado (USOST) do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) iniciou no mês de julho o Projeto Momentos de Diálogo. O projeto faz parte do Programa de Promoção da Qualidade de Vida do Trabalhador do HE UFPel e tem como objetivos identificar fatores de risco à saúde física e mental dos colaboradores e definir ações de prevenção e promoção de saúde no ambiente ocupacional.

A atividade consiste em uma conversa aberta com os trabalhadores, de forma sistêmica, com a duração de aproximadamente 20 minutos, nos postos de trabalho, com a participação de membros da equipe da USOST e do Serviço de Desenvolvimento de Pessoas (SDP), a fim de tratar assuntos relativos a segurança, saúde e qualidade de vida no trabalho. Conforme o chefe da USOST, o projeto tem como objetivo aproximar os profissionais da USOST dos demais trabalhadores através de encontros periódicos onde as equipes terão a oportunidade de tirar dúvidas, receber orientações e sugerir melhorias relacionadas ao tema saúde e segurança do trabalhador.

“A atividade possibilitará a troca e a construção de conhecimento, assim como a transferência de informações que fomentem a auto responsabilidade e a iniciativa à busca de aprendizado, gerando o desenvolvimento de sujeitos mais comprometidos, cumpridores das normas e que façam a diferença na dinâmica institucional” afirma a assistente social do HE, Morgana Drews. Segundo ela, acredita-se que muitas vezes os desvios podem acontecer por falta de conhecimento, o que pretende ser minimizado através desses encontros.

De acordo com o técnico em Segurança do Trabalho, Gilberto Cavaleiro, a ação faz com que o colaborador pense na segurança como parte do trabalho realizado, bem como o cuidado com a saúde e a qualidade de vida. “A receptividade tem sido muito boa. Estamos esclarecendo por que estamos distribuindo as ordens de serviço, que é um requisito legal e que descreve as atividades realizadas por profissional, bem como os riscos aos quais eles estão expostos, assim como as medidas preventivas que a instituição adota”, destacou. O técnico ressalta ainda a importância dos exames periódicos, em que se certifica se as medidas tomadas estão sendo eficazes.