Livro sobre Prevenção e Tratamento de Lesões Cutâneas é lançado

O Grupo de Estudo e Pesquisa em Prevenção e Tratamento de Lesões Cutâneas (GEPPTELC) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), juntamente com o Grupo de Pele do Hospital Escola (HE) da UFPel, publicou o livro Prevenção e Tratamento de Lesões Cutâneas: perspectivas para o cuidado. A obra foi organizada pela professora da Faculdade de Enfermagem da UFPel, Fernanda Sant´Ana Tristão, e pela coordenadora do Grupo de Pele, Maria Angélica Silveira Padilha. O livro conta com 24 capítulos que abordam a prevenção e o tratamento das lesões cutâneas frequentes no cenário de atenção à saúde. O objetivo da publicação é trazer informações que auxiliem na tomada de decisão dos profissionais da saúde, que atuam no cuidado direto ao paciente, bem como contribuir com a formação profissional. O livro foi lançado do VI Congresso Brasileiro de Feridas em Salvador (BA).
Como autores dos capítulos, diversos profissionais e pesquisadores que atuam em centros de referência no Brasil e também as professoras da Faculdade de Enfermagem Adrize Rutz Porto, Celmira Lange, Juliana Graciela Vestena Zillmer, Marilu Correa Soares, Patrícia Tuerlinks Noguez, Stefanie Griebeler Oliveira, Teila Ceolin a enfermeira Sueine Valadão da Rosa, as enfermeiras do HE UFPEL/EBSERH integrantes do GEPPTELC: Aline Costa Viegas, Angela Raquel Woter Dias, Caroline Kroning Feijó, Daniela Marques Herzer, Elaine Amaral de Paula, Gabriela Botelho Pereira, Natiele Cavalheiro Vieira, Neyla Cristina Carvalló Viana, Nubian Jandira Piva, Raquel Oliveira Pinto, Susana Cecagno, Vania Greice da paz Schultz o enfermeiro Thiago Henrique Pereira Nunes e o Técnico em Enfermagem Jefferson Sales da Silva.
Segundo Fernanda Tristão, o livro é o resultado do trabalho realizado pelo GEPPTELC juntamente com o Grupo de Pele do HE, que desenvolve estudos e pesquisas sobre prevenção e tratamento de lesões cutâneas e trabalha com os resultados para qualificar a prática assistencial na instituição. “Iniciativas como essa mostram o quanto os profissionais de enfermagem do HE vêm buscando fortalecer a ciência da enfermagem para qualificar da assistência”, destacou.