Iniciam as simulações de emergência no HE

Com o objetivo de avaliar o Plano de Emergência do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) tiveram início, na última sexta-feira (2), as simulações de abandono da edificação em situações de emergência como incêndios, por exemplo. A atividade foi realizada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI)Neonatal e contou com a participação da equipe da unidade, Bombeiros Civis, Unidade de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (USOST) e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do HE.

Segundo o Engenheiro de Segurança do Trabalho, Felipe Camerini, atualmente os locais mais críticos são as UTIs, visto que abrigam pacientes com maior dificuldade de remoção, especialmente os pacientes da UTI Neonatal, que em sua maioria, necessitam de recursos de suporte à vida. “A remoção deve ser rápida o bastante para garantir a sobrevivência dos pacientes, bem como dos demais ocupantes da edificação. Por isso é fundamental o treinamento constante das equipes. O treinamento teve como base o pior cenário possível, com a necessidade de remoção de recém-nascido entubado e com necessidade de ventilação manual, transportado até a saída mais próxima”, acrescentou.

Plano de Emergência

O Plano de Emergência é um documento que define quais são os procedimentos a serem adotados em situações emergenciais como: incêndios, primeiros socorros e abandono parcial ou total de edificação. No caso do HE, o plano foi elaborado pela equipe de bombeiros civis que atuam no hospital e validado pela USOST, ”ele é elaborado a partir de uma estimativa do que pode acontecer e, por ser a primeira vez que está sendo elaborado no HE, estão sendo realizadas simulações com o objetivo de pontuar as melhorias necessárias”, destacou Felipe.

Desde maio deste ano, a equipe de Bombeiros Civis do HE, juntamente com a equipe da USOST tem visitado os locais de trabalho da instituição informando sobre o plano e dando orientações sobre combate a princípio de incêndio. Nas visitas são reforçados os contatos telefônicos que devem ser utilizados para atender exclusivamente situações de emergência, tais como como princípio de incêndio, cheiro a queimado, acidentes, desmaios e fraturas, que são o ramal 271 e o número 3284-4971 para ligações externas a rede do hospital.

Brigadas de incêndio

Atualmente, o hospital conta com cerca de 200 colaboradores treinados para atuar em cenários emergenciais, como princípios de incêndio e primeiros socorros, a fim de garantir a segurança no hospital.

Bombeiros Civis

Desde outubro de 2018, o HE passou a contar – 24 horas – com Bombeiros Civis para auxiliar em situações de emergências. Os profissionais atuam em ocasiões de sinistro, incêndios, resgate de pessoas, trabalhadores, pacientes e acompanhantes em cenários de difícil acesso. Além disso, atuam na orientação em situações que necessitem abandono de edificação.