Hospital Escola tem nova superintendente

Em cerimônia realizada na Direção do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel), nessa quarta-feira (05), Samanta Winck Madruga assumiu a superintendência do hospital. Estiveram presentes no evento o Reitor da UFPel, Pedro Curi Hallal, pró-reitores e também chefias de divisão, gerentes e chefias ligadas à superintendência. Na ocasião houve o descerramento da foto da superintendente nos anos de 2017 e 2018, Vera Maria Freitas da Silveira.
Vera é professora da Faculdade de Medicina da UFPel (Famed), onde atuou como Diretora de 2013 a 2016. “Pretendo continuar como professora e participando das atividades do hospital nos ambulatórios”, afirmou. Segundo ela, um dos legados deixados pela sua gestão foi inserir o HE em uma ótica de gerenciamento público, que valoriza o dinheiro público e que planeja os investimentos. “Essa era uma necessidade e estamos conseguindo concluir. Fizemos isso com calma e tranquilidade na medida do possível, culminando com a entrada dos novos colaboradores”, salientou.
Samanta Winck Madruga ingressou como professora da Faculdade de Nutrição da UFPel em 2011 e desde 2015 está cedida para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Em 2016 foi convidada para atuar na Gerência de Ensino e Pesquisa e, após, assumiu a Gerência de Atenção à Saúde. “Nesse tempo que estou no hospital passei por diferentes setores desde o ensino, assistência e agora me deparo com este grande desafio que é estar à frente do HE. Acredito ser possível que as ações no HE sejam pautadas nos princípios pelos quais nos movemos enquanto gestão da universidade: aproximação das pessoas, dos processos e das estruturas, valorização das diferenças e redução das desigualdades, compartilhamento de recursos, espaços e saberes, descentralização do poder, pertencimento e transparência” destacou a nova superintendente.
“Estarei à frente do hospital, dando o meu máximo esforço para defender o HE em todos as instâncias, agregando equipes, adequando espaços e melhorando relações. Que enfrentemos todas as dificuldades com criatividade, firmeza e sorriso no rosto, como tem sido até então”, finalizou Samanta.
O Reitor Pedro Curi Hallal destacou a importância do trabalho realizado nesses dois últimos anos e agradeceu à Vera pelo apoio na construção do projeto de gestão, principalmente no que tange à aproximação com o hospital. Nesse momento, duas missões foram estabelecidas: administrar com base na ótica pública e melhorar as relações no ambiente do HE. “Este hospital, a partir do dia 14 de fevereiro, passará a ser 100% regido por princípios públicos, com certeza esse será o maior legado, tanto da gestão do HE como da UFPel”, frisou.
O Reitor salientou que, aproveitando o que já foi construído pela gestão, o novo momento deve ser para voltar o olhar para outras pautas do hospital, tais como as relacionadas à pós-graduação, qualificação da assistência e expansões. “Tenho certeza que a Samanta vai dar conta desse desafio, junto com a sua equipe”, finalizou.