Especialista alerta para a prevenção da tuberculose

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e o serviço de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (SOST) do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) promoveram no dia 26 de março a palestra “Tuberculose: doente ou infectado?”, com a assistente social, especializada em Saúde Pública e em Pneumologia Sanitária, Jozane Sedrez. O evento, direcionado aos colaboradores, foi realizado em dois períodos, nos turnos da manhã e da tarde, no auditório do HE.

Segundo Jozane, o Brasil é um dos 22 países com maior incidência de tuberculose e Pelotas está entre os municípios do Brasil com maior carga de morte pela doença. “A tuberculose atinge principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do corpo. Cada paciente acometido com a tuberculose pulmonar pode infectar até 15 pessoas por ano”, acrescentou.

A especialista alertou aos colaboradores de que, se tratada, a chance de cura do paciente doente é de 100%. Conforme ela, a tuberculose pulmonar é contagiosa e pode ser transmitida pelo ar, através da fala, tosse ou espirro. “Atualmente, cerca de um terço da população está infectada com o Bacilo de Koch, o que não significa que a pessoa esteja doente. A tuberculose pode se manifestar em algum momento em que a pessoa tenha o seu sistema imunológico comprometido”, destacou.