Corpo de Bombeiros emite alvará para o Hospital Escola

Após quase dois anos de melhorias na estrutura, instituição teve seu Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndio aprovado

Na última sexta-feira (23), o Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) recebeu a aprovação do seu Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (APPCI) pelo Corpo de Bombeiros do município.

Foram quase dois anos de trabalho, adequando situações, melhorando condições de trabalho, incorporando medidas compensatórias necessárias às demandas de segurança, uma vez que a estrutura, totalmente locada, não apresentava condições de adequação conforme as normas.

Nesse sentido, diversas ações foram realizadas como a instalação de porta corta-fogo, equipe de bombeiros civis com permanência 24 horas nas dependências do hospital, adequação dos espaços de corredor, retirada de portas, instalação de iluminação e sinalização de emergência, adequação de gases, definição e adequação de plantas e projetos. Além disso, foi feita a capacitação de mais 200 empregados em curso de brigada de incêndio e a contratação de empresa para manutenção de extintores de incêndio. Até o final do ano ainda serão executadas medidas como instalação de sistema de alarme e detecção de fumaça e conclusão da instalação de corrimãos, já iniciada.

Para o engenheiro de segurança do trabalho, Felipe Camerini, só foi possível a obtenção do alvará em função do empenho do setor de infraestrutura, que garantiu que as adequações necessárias fossem implementadas, tanto na elaboração dos projetos quanto na execução. “Além do empenho da gestão em obter os recursos para a adoção das medidas necessárias”, destacou.

Para além da questão técnica e estrutural, o apoio da gestão e a postura proativa dos profissionais do Corpo de Bombeiros foram fundamentais para que o objetivo fosse alcançado. Segundo o chefe do Setor de Infraestrutura, Eduardo Albuquerque, a dedicação dos colaboradores na execução das medidas foi importante e já foi iniciada uma segunda etapa de melhorias, com previsão de conclusão para dezembro deste ano.

De acordo com a superintendente do HE, Samanta Madruga, o melhor desfecho foi alcançado pois as visitas do Corpo de Bombeiros foram realizadas com todo zelo e cuidado, amparadas pela equipe de profissionais técnicos do hospital. “A segurança de todos – pacientes, estudantes e trabalhadores – é prioridade da gestão, por isso houve uma dedicação especial para que essa demanda fosse resolvida com o maior cuidado e menor tempo possível”, enfatizou, destacando o envolvimento de todas as gerências nesse processo.